Você sente dores constantes nas articulações? Melhor ficar atento!!!

A dor nas articulações, também chamada de dor articular, é uma sensação de desconforto, dor ou incômodo em uma ou mais articulações do corpo. Ela também pode ocorrer com ou sem movimento muscular e pode ser grave o suficiente para limitar o movimento. As pessoas também costumam descrever  como desconforto, inflamação, sensação de queimação ou rigidez.

As articulações são estruturas complexas incluindo, além das extremidades ósseas, cartilagem, membrana sinovial, ligamentos, tendões e bursas e é graças a elas que conseguimos nos mexer. As articulações se movimentam constantemente, de modo que problemas não são incomuns nessas regiões.

Você sente dores constantes nas articulações? Melhor ficar atento!!!

Causas possíveis das dores

Ela pode ser causada por vários tipos de lesões ou doenças. Independentemente da causa, a dor nas articulações pode ser muito incômoda.

Artrite reumatoide é uma doença autoimune que causa rigidez, dor e inflamação nas articulações. A osteoartrite envolve o crescimento dos osteófitos (chamados de “bico de papagaio” quando aprecem na coluna) e a degeneração da cartilagem de uma articulação. Em suma, é a causa mais comum de dor articular em adultos com mais de 45 anos.

Saiba mais:  Como melhorar e prevenir a artrite

A dor articular também pode ser causada por bursite (inflamação das bursas). As bursas são bolsas cheias de líquido que protegem e absorvem o impacto sobre das proeminências ósseas, permitindo que os músculos e tendões se movimentem livremente sobre o osso.

Inúmeras outras causas podem estar por trás da dor nas articulações

  • Doenças autoimunes, como artrite reumatoide e lúpus
  • Condromalacia patelar
  • Gota (especialmente no dedão do pé)
  • Doenças infecciosas, que incluem -Síndrome viral de Epstein-Barr
  • Hepatite A, B ou C
  • Gripe
  • Doença de Lyme
  • Sarampo
  • Caxumba
  • Parvovirose
  • Febre reumática
  • Rubéola
  • Varicela (catapora)
  • Lesões, inclusive fratura
  • Osteomielite
  • Artrite séptica
  • Tendinite

Busque ajuda médica  se não houver melhora

Entre em contato com um médico se você:

  • Tiver febre não associada a sintomas de gripe
  • Tiver perda de peso não intencional
  • Apresentar dor nas articulações durar com mais de três dias de duração na mesma articulação
  • Sentir dor forte e inexplicada nas articulações, especialmente se tiver outros sintomas inexplicados.

Entre as especialidades que podem diagnosticar uma dor nas articulações estão:

  • Clínica médica
  • Ortopedia
  • Reumatologia
  • Traumatologia
  • Imunologia.

Confira os cuidados que você pode adotar para tratar as dores nas articulações e, ainda, prevenir que esse desgaste evolua para uma doença no futuro – embora não exista nada que de fato previna alguma doença articular:

Controle o peso

Certamente, estar acima do peso pode aumentar a pressão sobre as articulações. O aumento de peso também pode alterar a maneira de andar da pessoa, intensificando as dores. Além disso, a obesidade normalmente está associado a hábitos sedentários e músculos menos tonificados – fatores que pioram a sobrecarga nas articulações. Consequentemente, uma alimentação saudável e exercício físico regular são essenciais para manter as articulações saudáveis.

Faça exercícios

A prática de exercícios físicos é essencial para manter as articulações funcionando bem, já que as eles ajudam a melhorar o equilíbrio e controlar o excesso de peso. Além disso, exercícios que fortalecem os músculos diminuem a sobrecarga nas articulações e favorecem o alívio de dores. Músculos fortes dão maior estabilidade ao corpo, tirando a tensão de articulações. Ao iniciar as atividades físicas opte por exercícios de baixo impacto, como bicicleta, natação ou caminhada, para reduzir a pressão sobre as articulações. O paciente também deve considerar a incorporação de exercícios de fortalecimento muscular em sua rotina, pois os músculos fortalecidos aliviam o trabalho das articulações.

Mudanças na dieta

A ingestão de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como leite e seus derivados, couve e espinafre, é importante para manter a densidade dos ossos, evitando e problemas como a osteoporose. Essa dupla ajuda a manter os ossos saudáveis.

Não fique o tempo todo sentado

Quanto mais as articulações são usadas, maior será sua lubrificação e sua eficiência. Por isso, pessoas que permanecem longos períodos sentadas possuem mais chances de sofrer dores nas articulações do corpo. Além disso, pessoas que se movimentam mais tendem a ter músculos mais alongados, fator que protege as articulações. A coluna, por exemplo, é, ainda, a maior vítima das horas sem se movimentar. Procure levantar-se de tempos em tempos para alongar e a caminhar.

Largue o cigarro

A fumaça do cigarro diminui sua massa óssea, enfraquecendo suas articulações. Ossos fracos aumentam o risco de uma lesão. Além disso, o tabagismo aumenta a inflamação em seu corpo, que pode afetar as articulações e causar dores. Recentemente foi demonstrado que o tabagismo é um fator que aumento o risco de desenvolver artrite reumatoide e, possivelmente, um caso ainda mais grave da doença.

Dê um descanso para os pés

O salto alto, por concentrar praticamente todo o peso no corpo nos dedos e na ponta do pé, pode causar dores crônicas nessa região se for usado com muita frequência. O salto alto também provoca uma mudança em toda a mecânica do caminhar, alterando o modo como o corpo se equilibra e sobrecarregando algumas articulações.

Alongue-se com mais frequência

A maioria das pessoas alonga-se um pouco antes ou depois de uma atividade física, mas o alongamento deve ser incorporado em sua rotina diária. Faça pausas durante o dia para manter seu corpo flexível e articulações com movimentos suaves. Você pode fazer alguns alongamentos básicos em sua mesa ou mesmo uma aula de ioga ou pilates – que juntam alongamento e exercícios.

Faça massagens

Relaxar a musculatura é bom para liberar a tensão muscular. Receber massagens regularmente ajuda a relaxar os músculos e articulações e ajuda você a se sentir revigorado. Você pode fazer uma auto massagem, pedir para um amigo ou parente lhe ajudar ou então recorrer a um profissional.

 

 

 

 

 

 

Gostou do artigo!

Inscreva-se na nossa newsletter e receba grátis nossas novidades

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Pin It on Pinterest

Share This

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.