Saiba Tudo Sobre Alimentos Funcionais

Alimento Funcional é definido pela ADA (Associação Dietética Americana) como “qualquer alimento ou ingrediente que possa propiciar efeito benéfico, além daquele provido por nutrientes tradicionais que ele contém”...

Alimento Funcional é definido pela ADA (Associação Dietética Americana) como “qualquer alimento ou ingrediente que possa propiciar efeito benéfico, além daquele provido por nutrientes tradicionais que ele contém”.

Os principais componentes bioativos compreendem vitaminas (e seus metabólicos), minerais, fibras, ácidos graxos essenciais (momoinsaturados e polinsaturados), peptídeos (em músculos), flavonoides (monoflavonóides ou poliflavonóides- polifenólicos) e outras substâncias.

Os Alimentos Funcionais possuem diversos mecanismos protetores, tais como:

  • Atividade Antioxidante;
  • Detoxificação de carcinógenos;
  • Diminuição de agregação de plaquetas no sangue;
  • Alteração no metabolismo do colesterol;
  • Controle do mecanismo endócrino;
  • Redução da pressão sanguínea;
  • Atividades imunorregulação;
  • Atividades antimicrobianas;
  • Atividades anticancerígenas.

Os ANTIOXIDANTES que compreendem elementos ou compostos alimentares que removem os radicais livres (RL) e espécies reativas (ER) do oxigênio, nitrogênio e cloro conhecidamente tóxicos para as células.

Radicais Livres e Espécies Reativas são liberadas na respiração mitocondrial, fisiologicamente (atividades normais ou exercícios físicos) e em diversos estados fisiopatológicos (infecções, inflamações, doenças cardiovasculares câncer, diabetes, etc).

Como consequência dos radicais livres e suas reações peroxidativas no corpo humano temos:

  • Aterosclerose e doenças cardiovasculares;
  • Catarata;
  • Diabetes;
  • Hemólise (rompimento de uma hemácia que libera hemoglobina no plasma, portanto é a destruição dos glóbulos vermelhos);
  • Perda de nutrientes;
  • Morte celular;
  • Mutagênese e carcinogênese;
  • Envelhecimento.

Alimentos Funcionais

Os Antioxidantes podem proteger células, tecidos e diversos órgãos vitais, tais como fígado, cérebro, rins e sistema cardiovascular.

  • Em alimentos destacam-se os seguintes antioxidantes:
  • Minerais (manganês, magnésio, selênio, cobre e zinco);
  • Vitaminas antioxidantes (A, C, E e acido fólico);
  • Ubiquinona ou coenzima Q10 (presente em alimentos de origem animal, especialmente músculos);
  • Melatonina (produzido pelo organismo e encontrado em sementes de mostardas e na erva de São João);
  • Flavonoides (isoflavonas da soja, catequinas dos chás verde e preto);
  • Antocianinas (feijão, morango, amora, cereja, casca de uvas e vinho tinto);
  • Carotenoides (diversos tipos em vários alimentos e óleos vegetais), licopeno (tomate, melancia e goiaba);
  • Fenólicos do gengibre;
  • Ervas e condimentos (alecrim, sálvia, orégano e tomilho).

Portanto, podemos encontrar em uma alimentação equilibrada, uma forma segura de prevenir e proteger nosso organismo. Faça bom uso!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.