Pequi: Saiba Mais Sobre A Fruta, Típica Do Cerrado Brasileiro

Pequi é uma fruta típica do cerrado brasileiro, muito utilizada na culinária das regiões Nordeste e Centro-Oeste e também no Norte de Minas Gerais. Além disso, a medicina popular atribui uma série ...

Pequi é uma fruta típica do cerrado brasileiro, muito utilizada na culinária das regiões Nordeste e Centro-Oeste e também no Norte de Minas Gerais. Além disso, a medicina popular atribui uma série de usos ao pequi.

O nome pequi significa “pele espinhenta” e se deve à característica do seu caroço, que é cheio de espinhos. Ele é um fruto do tamanho de uma maçã com a casca verde, mas no seu interior há uma semente revestida por uma       polpa amarela e macia, que é a parte comestível desse alimento.

O pequi também tem boas quantidades de fibras e de compostos antioxidantes, como os compostos fenólicos.

Benefícios em estudo do pequi

O pequi começou a ser estudado há pouco tempo, mas já existem alguns estudos que trazem comprovações iniciais de alguns de seus benefícios

  • Aliado do coração :

Os ácidos graxos mono-insaturados do pequi podem ajudar a melhorar o perfil do colesterol no organismo, por reduzirem o colesterol LDL, considerado ruim para a saúde.

Além disso, por ser rico em nutrientes antioxidantes (como as vitaminas A e C), ele reduz as chances de que o colesterol LDL se oxide, o que protege mais ainda o coração.

Por fim, a combinação de vitaminas e minerais do pequi beneficia a pressão arterial, trazendo um equilíbrio na retenção de líquidos.

  • Proteção da visão:

O pequi é uma boa fonte de vitamina A por ser rico em carotenoides, substâncias que são precursoras desse nutriente. Eles atuam como antioxidante principalmente nos olhos, impedindo a degeneração macular e catarata que muitas vezes são causados pelos radicais livres.

Pequi

  • Prevenção do câncer:

Estudos mostram que uma dieta rica em alimentos antioxidantes, como o pequi, pode prevenir diversos tipos de câncer. Isso porque eles combatem os radicais-livres, compostos que levam a processos de degeneração dos tecidos do corpo, além de causarem mutações que podem levar ao câncer.

  • Combate ao envelhecimento precoce:

Os radicais-livres também são responsáveis pelo envelhecimento da pele, portanto consumir alimentos ricos em antioxidantes, como o pequi, é benéfico para evitar o envelhecimento precoce e melhorar a elasticidade da pele.

Quantidade recomendada

Não existem estudos que estimem uma quantidade recomendada de pequi ao dia. No entanto, como ele é um alimento calórico, especialistas indicam o consumo com moderação.

Contraindicações do pequi

O pequi não tem contraindicações. No entanto, por seu alto valor calórico, principalmente do óleo de pequi, o ideal é que pessoas com sobrepeso ou que querem emagrecer o consumam com moderação.

Riscos do consumo em excesso

Devido à grande quantidade de calorias na polpa e no óleo do pequi, o consumo em excesso pode levar ao aumento de peso.

Pequi

Como consumir

O pequi tem duas partes consumíveis: a polpa que envolve sua casca e a castanha dentro de seu caroço.

A polpa deve ser consumida com as mãos, usando os dentes para raspar apenas a parte amarelada. Quando essa polpa começa a ficar esbranquiçada, começa a revelar os espinhos e requer maior cuidado.

A polpa do pequi é muito usada em preparações salgadas e de diversas formas:

  • cozido;
  • no arroz, no frango;
  • com macarrão;
  • com peixe;
  • com carnes;
  • no leite;
  • Ele também é usado para fabricação de doces e licores.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!


Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.