O Que É Depressão Pós-Parto? Informe-se.

A gestação é caracterizada por uma fase em que o organismo feminino está com sobrecarga de hormônios. Por motivo de tais altas taxas, a situação é natural que a mulher apresente humor alterado, e os sintomas são ...

A gestação é caracterizada por uma fase em que o organismo feminino está com sobrecarga de hormônios. Por motivo de tais altas taxas, a situação é natural que a mulher apresente humor alterado, e os sintomas são parecidos com os da tensão pré-menstrual.

Infelizmente, a depressão pós-parto é realidade para muitas mamães e na sequência estão dispostas as informações acerca dos sintomas e do tratamento para enfrentar o problema.

1) Quais os Sintomas da Depressão Pós-Parto?

Ao nascimento do bebê, os níveis hormonais caem de modo brusco e em 45 dias que se seguem ao nascimento, tal processo pode ocasionar alterações de humor e sensação de tristeza, fenômeno denominado “blues puerperal”.

Tal ocorrência é natural, porém a situação escapa do que é determinado saudável, quando sintomas se transformam mais fortes, com persistência pelos meses. Tal sentimento em pós-parto é muito comum, e nem chega a ser determinada patologia.

O quadro se torna patologia na situação da paciente iniciar a não encontrar motivação para fazer as próprias atividades, não desejar levantar da cama, e o processo se caracteriza bastante penoso, criando culpa enorme. Tais sintomas podem apontar depressão pós-parto. A doença pode surgir até um ano depois de o bebê nascer.

Depressão Pós-Parto

2) Como prevenir?

A depressão pós-parto não se caracteriza como uma doença em que exista receita de prevenção. A patologia está associada de modo direto à queda de hormônios, e não existe forma para controle de tal fenômeno.

Trata-se de processo normal do pós-parto. E todas as mulheres enfrentam o mesmo, sendo que a diferença está no fato de que certas mulheres desenvolverão a doença emocional, já outras, não desenvolverão.

As pacientes que já apresentam histórico de depressão, ou de alguma patologia psiquiátrica, em caso da gestação não ter sido planejada, ou que tenha sido de certo modo traumático, possuem a propensão maior para desenvolvimento da depressão pós-parto.

3) Existe Tratamento?

O tratamento para esta doença é caracterizado segundo o nível do problema. Em certos casos, a prescrição de terapias já soluciona a questão. Para outros, sessões necessitam ser aliadas com medicamentos. O especialista fará diagnóstico e definição do que executar em relação aos tratamentos.

A situação ideal é que as pessoas que apresentem proximidade com a mãe cuidem do bebê até estabilização da mamãe. A terapia e medicações são fatores importantes, porém, o apoio familiar é fundamental para que a mulher se recupere.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!


Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.