Intoxicação Alimentar: Sintomas E Tratamento

Uma intoxicação alimentar é uma infecção digestiva relativamente comum. Ela se deve a ingestão de alimentos ou água que contenham bactérias e suas toxinas, parasitas (principalmente na água, frutas e legumes), vírus ...

Uma intoxicação alimentar é uma infecção digestiva relativamente comum. Ela se deve a ingestão de alimentos ou água que contenham bactérias e suas toxinas, parasitas (principalmente na água, frutas e legumes), vírus (presente em produtos agrícolas e marinhos), venenos ou metais, como chumbo e mercúrio. Os alimentos que mais frequentemente causam intoxicação alimentar são ovos, laticínios, embutidos, alguns peixes e crustáceos.

Sintomas de intoxicação alimentar

Geralmente as manifestações de uma intoxicação alimentar ocorrem nas 24 horas seguintes à ingestão do alimento contaminado. Tratam-se normalmente de dores de barriga, diarreia, vômitos, febre e, em algumas ocasiões, dores de cabeça e fadiga extrema que podem se estender por até uma semana.

A intoxicação alimentar costuma ocorrer entre todas as pessoas que dividiram uma mesma refeição, afetando, por exemplo, funcionários de uma mesma empresa ou membros de uma família.

Intoxicação Alimentar

Diagnóstico de intoxicação alimentar

Fazer o diagnóstico de uma intoxicação alimentar é relativamente simples já que os sinais clínicos da infecção são muito claros. Em caso de dúvida, o médico pode pedir exames de sangue e fezes, que permitirão identificar a causa do problema.

Não é possível, no entanto, definir qual foi o alimento responsável pela intoxicação a partir de um exame, mas com a investigação sobre o que outras pessoas também afetadas pela infecção comeram junto com o paciente.

Tratamento da intoxicação alimentar

O tratamento da intoxicação alimentar vai variar de acordo com a gravidade do problema. Em alguns casos, é possível recuperar o paciente apenas com reidratação enquanto outros necessitarão de tratamento medicamentoso.

Os remédios que podem ser indicados pelo médico para o tratamento de uma intoxicação são antiespasmódicos, que atuam sobre o trânsito intestinal, e antibióticos. Casos de hospitalização são recomendados apenas em intoxicações muito severas sobre pessoas mais frágeis, como crianças, idosos ou imunodeprimidas, caso dos portadores de Aids.

Prevenção da intoxicação alimentar

A prevenção das intoxicações alimentares consiste na atenção aos alimentos que são consumidos. Os cuidados maiores devem ser dispensados aos ovos, crustáceos e carnes.

De modo geral, é importante seguir as regras de higiene, preparação e conservação dos alimentos. Também preste atenção na data de validade dos produtos comprados no supermercado e evite recongelar alimentos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.