Intestino Preso: Dicas Para Melhorar

Prisão de ventre e intestino preso são os nomes populares pelos quais é conhecida a constipação (ou obstipação) intestinal, um distúrbio comum caracterizado pela dificuldade persistente para evacuar.

Só se considera um quadro típico de constipação, quando ocorrem duas ou menos evacuações por semana e/ou o esforço para evacuar é grande demais e pouco produtivo. Algumas pessoas se queixam de que o intestino não funciona regularmente em ambientes estranhos, ou quando quebram a rotina, como ocorre durante as viagens, por exemplo. Essa alteração, porém, costuma desaparecer tão logo a pessoa retoma suas atividades habituais.

Causas comuns da constipação

  • dieta pobre em fibras,
  • a pequena ingestão de líquidos,
  • o sedentarismo,
  •  consumo excessivo de proteína animal e de alimentos industrializados.
  • Não atender à urgência para evacuar, quando ela se manifesta, também pode comprometer o funcionamento regular dos intestinos.

A prisão de ventre pode, ainda, estar associada a doenças do cólon e do reto, como diverticulose, hemorroidas, fissuras anais e câncer colorretal. Pode, igualmente, ser provocada pelo uso de certos medicamentos e por alterações neurológicas e do metabolismo. Estresse, depressão e ansiedade são outras ocorrências capazes de interferir nos hábitos intestinais.

Sintomas

Os sintomas da prisão de ventre podem variar de uma pessoa para outra ou na mesma pessoa nas diferentes crises. Os mais característicos são:

1) número reduzido de evacuações.

2) dificuldade para eliminar as fezes que se apresentam ressecadas, muito duras e pouco volumosas

3) sensação de esvaziamento incompleto dos intestinos.

No entanto, esses não são os únicos sintomas. Desconforto, distensão e inchaço abdominal, mal-estar, gases e distúrbios digestivos são manifestações que também podem estar correlacionadas com a prisão de ventre.

Tratamento

Posto que a prisão de ventre é apenas um sintoma e não uma doença em si, o objetivo do tratamento é corrigir as causas do distúrbio. A maioria dos pacientes se beneficia com mudanças na dieta e no estilo de vida.

Beber bastante líquido (aproximadamente dois litros por dia, se não houver contraindicação médica, pois pessoas com insuficiência cardíaca ou renal, por exemplo, podem não tolerar esse volume de líquido).Praticar atividade física é outra medida essencial para o bom funcionamento dos intestinos.

Em alguns casos, porém, pode ser necessário prescrever o uso de supositórios e de enemas (lavagens intestinais) para facilitar a eliminação das fezes. Em virtude de possíveis efeitos adversos, o uso de laxativos deve ser criteriosamente orientado por um médico. 

Frutas que soltam o intestino

  • Frutas vermelhas silvestres

Framboesas, amoras, mirtilos, morangos, todas são frutas que soltam o intestino porque são ricas em fibras.

  • Ameixas

As ameixas são ricas em fibras insolúveis e sorbitol, um laxante natural, que tanto ingerido através das ameixas secas quanto do suco de ameixa, proporciona alívio para o intestino preso. As ameixas secas contêm muito mais fibras do que as frescas.

  • Maçãs

Uma maçã média com a pele fornece mais de três gramas de pectina, uma fibra que ocorre naturalmente nesta fruta e a coloca entre as que principais frutas que soltam o intestino. Os altos níveis de pectina funcionam ajudando a aglomerar o excesso de toxinas nos intestinos e a lavá-los para fora do corpo.

  • Frutas secas

As frutas secas são uma escolha inteligente se você estiver com o intestino preso, pois elas contêm mais fibra do que as frutas frescas por porção. O processo de secagem concentra todos os nutrientes no fruto, bem como as fibras.

  • Kiwi

O kiwi é rico em fibras e tem baixo teor de açúcar, por isso pode ajudar a aliviar os sintomas da constipação e proporcionar outros nutrientes valiosos. Um copo da fruta oferece cinco gramas de fibra, além de duplicar a sua cota diária de vitamina C.

shutterstock_68566873

  • Laranja

Uma laranja grande dispõe de quatro gramas de fibras e apenas 86 calorias. Ela também é uma fruta cítrica que contém o flavonoide naringenina, que funciona como um laxante para ajudar a tratar casos de constipação.

  • Abacate

Abacates são velhos conhecidos entre as frutas que soltam o intestino. Isso se deve à alta concentração de magnésio na fruta. Este mineral ajuda a relaxar os músculos intestinais, além de atrair água e amaciar as fezes durante a passagem do bolo alimentar pelo cólon

  • Pera

Peras são consideradas laxantes naturais e pode facilitar o movimento das fezes através dos intestinos.

  • Abacaxi

Tomar suco de abacaxi é uma boa maneira de regular o sistema digestivo e evitar a constipação em primeiro lugar.

  • Mamão

O mamão é uma boa fruta para adicionar à dieta para quem sofre de queixas digestivas, em particular a constipação. Ele é uma das melhores fontes de vitamina C, que ajuda a suavizar as fezes.

Recomendações

* Vá ao banheiro sempre que tiver vontade;

* Beba muito líquido, mas álcool com moderação, porque ele ajuda a desidratar as fezes;

* Saiba que a ingestão de farelo em pó pode aumentar a produção de gases;

* Coma frutas, se possível com casca, nos intervalos entre as refeições;

* Tente administrar as situações de estresse e as crises de ansiedade. Se precisar de ajuda, não se acanhe. As emoções podem ter influência sobre o funcionamento dos intestinos. Lembre-se de que esse órgão já foi chamado de segundo cérebro.

* Procure assistência médica se notar mudanças significativas nos hábitos intestinais. Não deixe também de ir ao médico, se as fezes estiverem muito ressecadas ou muito finas, se houver sinais de sangramento, ou se você estiver emagrecendo sem nenhuma explicação aparente.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Valda Maria santos disse:

    Ótimo a matéria

  2. Kaká Saúde disse:

    Obrigada Valda Maria Santos, que bom que gostou. Continue acompanhando as dicas no Kaká Saúde!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.