Gorduras Que Protegem O Coração

As gorduras são macronutrientes, a par dos hidratos de carbono e proteínas, e fornecem cerca de 9 quilocalorias por cada grama ingerido. São excecionalmente calóricas, quando comparadas com os restantes macronutrientes, ...

As gorduras são macronutrientes, a par dos hidratos de carbono e proteínas, e fornecem cerca de 9 quilocalorias por cada grama ingerido. São excecionalmente calóricas, quando comparadas com os restantes macronutrientes, mas também essenciais para algumas funções desempenhadas pelo organismo. Para além disso, são capazes de transportar consigo uma grande variedade de micronutrientes que nelas se dissolvem, dos quais se destacam as vitaminas A, D, e E.

Fazem parte do grupo das gorduras uma grande quantidade de moléculas, entre as quais se encontram os triglicerídeos e os ácidos gordos. Na verdade, cada triglicerídeo é composto por três ácidos gordos e uma molécula de glicerol, que após serem ingeridas são separadas pela digestão.

Assim, os ácidos gordos assumem um papel muito importante na alimentação, sendo que a sua contribuição para a saúde depende largamente das suas características moleculares. Os ácidos gordos saturados, devem ser ingeridos com moderação, mas alternativamente podem ser consumidos alimentos ricos em ácidos gordos monoinsaturados e polinsaturados, cujos benefícios para a saúde cardíaca, e não só, são amplamente reconhecidos.

Ácidos gordos monoinsaturados

Contêm apenas uma ligação insaturada entre carbonos, e podem melhorar a saúde cardiovascular de várias formas. Em primeiro lugar, contribuem diretamente para este objetivo melhorando os níveis de colesterol sanguíneo, que quando está presente em níveis elevados pode acumular-se nas artérias e levar ao desenvolvimento de aterosclerose. A aterosclerose está na origem de várias doenças cardiovasculares, como por exemplo o AVC ou o enfarte do miocárdio.

Para além disso, uma ingestão adequada destas gorduras pode melhorar a tolerância à insulina, que por sua vez permite um melhor controlo dos níveis de açúcar do sangue, o que contribui tanto para a prevenção como para o controlo da diabetes. Sabe-se que a diabetes, por si só, é um fator de risco preponderante para o desenvolvimento de doença cardiovascular.

Os ácidos gordos monoinsaturados estão presentes no azeite e outros óleos vegetais, mas também no marisco e frutos de casca rija (avelãs, nozes, amêndoas, etc).

As gorduras que protegem o seu coração

Ácidos gordos polinsaturados

Tal como o nome indica, estes ácidos gordos podem conter duas ou mais ligações insaturadas entre carbonos ao longo de toda a molécula, diferenciando-se assim dos anteriores. Tal como os monoinsaturados, também estes ácidos gordos podem contribuir positivamente para a redução dos níveis de colesterol sanguíneo, bem como da resistência à insulina.

No entanto, deste subgrupo de gorduras fazem parte os ácidos gordos ômega-3, que são especialmente benéficos para a melhoria da saúde cardíaca, mas também para a prevenção de inúmeras outras doenças. Para além dos benefícios supracitados, estão também associados a um decréscimo no risco de desenvolvimento de doença coronária, arritmias cardíacas, podendo ser igualmente úteis no controle da tensão arterial.

Estes ácidos gordos podem ser obtidos através de fontes vegetais, cuja assimilação é menos eficaz ou através da ingestão de peixes gordos.

São ricos em ácidos gordos polinsaturados as sementes de linhaça, girassol e nozes, mas são especialmente interessantes os peixes gordos, como a cavala, sardinha e salmão.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!


Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.