Como Evitar A TPM – Tensão Pré-Menstrual

O ciclo menstrual, que permite a preparação do útero para a gravidez, é regulado por duas hormonas, o estrogênio e a progesterona. Estas hormonas não têm efeitos apenas no sistema reprodutor ...

O ciclo menstrual, que permite a preparação do útero para a gravidez, é regulado por duas hormonas, o estrogênio e a progesterona. Estas hormonas não têm efeitos apenas no sistema reprodutor, e a sua variação ao longo destes 28 dias pode provocar diversos sintomas na mulher.

Semana pré-menstrual

No início da semana que antecede a menstruação regista-se simultaneamente um pico sanguíneo de progesterona e estrogênios, ao qual sucede uma diminuição destas hormonas para os níveis mais baixos de todo o ciclo, no dia da menstruação. Pensa-se que é esta queda na concentração de ambas as hormonas, que despoleta a sintomatologia física e psicológica que algumas mulheres experienciam. A TPM é normalmente mais comum nos 5 anos após a primeira menstruação.

Sintomas

Como o nome indica, a tensão pré-menstrual caracteriza-se por uma sensação de tensão generalizada, cuja severidade depende principalmente da pessoa em questão e para essa mesma pessoa pode ser diferente em cada ciclo.

Uma parte das mulheres revela sentir a sua irritabilidade, ansiedade ou sensibilidades aumentadas, bem como alterações do apetite, distúrbios no sono ou dificuldades de concentração.

Fisicamente, pode ocorrer um aumento da retenção de líquidos, que provoca inchaço generalizado, mas também tensão mamária (por vezes com dor), dores de cabeça e mal-estar generalizado.

Como Evitar A TPM – Tensão Pré-Menstrual

Como evitar a TPM?

Não existem medicamentos nem medidas específicas para o tratamento da TPM, porém, está comprovado que a toma de contracepção hormonal pode ajudar a reduzir os seus sintomas.

Da mesma forma, uma vez que se trata de uma sensação prolongada de tensão, qualquer mudança na rotina que dê conforto e melhore o bem-estar da mulher pode ser benéfica.

Reduzir o inchaço e dor nos seios

  • Controlar a ingestão de sal e comidas salgadas, que contribuem para a retenção de líquidos.
  • Evitar roupa apertada.
  • Comer pouco, mas várias vezes, de forma a evitar a sensação de enfartamento que pode agravar a tensão causada pelo inchaço.

Reduzir a irritabilidade, sensibilidade, ansiedade e mal-estar

  • Diminuir a toma de cafeína, que aumenta os níveis de alerta.
  • Tomar infusões calmantes, com o objetivo de não só atenuar a irritabilidade mas também melhorar o sono. As mais comuns são as de camomila, cidreira e tília.
  • Recorrer a técnicas de relaxamento físico e mental. Podem passar pela prática de pilates ou yoga, ou até mesmo simples exercícios de respiração, que podem ser praticados em qualquer lugar.
  • Evitar situações de estresse nesse período. Uma vez que não está em pleno o controlo das emoções, envolver-se em conflitos ou acumular muito trabalho pode mesmo ser contraproducente.
  • Realizar atividades lúdicas, que contribuam para o bem-estar. Desde assistir a um filme, dançar (se possível), estar com aqueles de quem mais gosta ou contactar com a natureza. Dependendo da sua preferência, faça aquilo que a fizer sentir bem!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.