Com O Calor Excessivo a Pressão Arterial Sobe ou Abaixa

A estação mais quente do ano pode provocar desconforto em algumas pessoas. Devido às altas temperaturas, o funcionamento do corpo pode ter variações, entre elas a queda da pressão arterial ...

A estação mais quente do ano pode provocar desconforto em algumas pessoas. Devido às altas temperaturas, o funcionamento do corpo pode ter variações, entre elas a queda da pressão arterial – força que o fluxo sanguíneo exerce nas paredes das artérias. O calor causa dilatação dos vasos sanguíneos, o que abaixa a pressão, e pode também causar certo grau de desidratação, contribuindo para um mal-estar ainda maior.

Os sintomas mais comuns na pressão baixa é a sonolência nos dias mais quentes, podendo evoluir para tonturas, principalmente ao levantar, e até mesmo desmaios. Sendo mais comum em jovens, com tendência a normalização dos níveis na idade adulta.

A queda pode estar ligada também, a fatores emocionais de estresse e ansiedade, pois nesses momentos a pessoa tende a respirar mais profundamente e com rapidez, causando a redução do índice de gás carbônico no sangue. E, consequentemente, ocorre a queda de pressão.

Com O Calor Excessivo a Pressão Arterial Sobe ou Abaixa

Os hipotensos não devem descuidar da hidratação, consumindo, no mínimo, dois litros de água ao dia. Atividade física regular também é um bom aliado.

Como evitar?

  • Para evitar queda de pressão arterial, que causa um mal-estar não esperado, é necessário ficar atento a algumas recomendações:
  • Não permaneça por longo tempo em lugares quentes, inclusive banhos quentes;
  • Não utilizar roupas quentes, que causem sensação de calorão;
  • Evitar mudança de hábitos alimentares, somando a atividade física e perda de peso;
  • Ter uma dieta saudável, com muitas frutas e verduras, além de ingerir bastante líquido;
  • Praticar exercícios físicos regularmente e manter o peso dentro dos padrões saudáveis;
  • Não fumar;
  • Em momentos de ansiedade deve-se tomar água para hidratar o corpo;
  • Beber bastante liquido durante os exercícios físicos e evitar mudanças bruscas de posição;
  • Durante a prática esportiva, há liberação de substâncias vasodilatadoras benéficas e maior produção de suor, o que causa desidratação. Tudo isso propicia a queda de pressão.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.